Logo

Aproveitamento de Águas Pluviais


Chuva

Vivemos um momento em que os problemas ambientais se agravam à cada intervenção humana, principalmente na ocupação dos espaços. Com o intuito de mitigar tais problemas, órgãos públicos e entidades não governamentais elaboram Leis, resoluções e normas técnicas.

No Brasil um dos graves problemas está relacionado com a falta de água e períodos de grandes estiagens. Cidades de veraneio, que tem como característica a população flutuante sofrem cada vez mais com a falta de infraestrutura capaz de abastecer seus bairros nos períodos de picos populacional.

Uma das alternativas sustentáveis com baixo custo, que pode ser adotada por qualquer pessoa é o sistema de aproveitamento de água de chuva.

O que você precisa saber sobre o sistema de aproveitamento de água de chuva?

Primeiramente é importante destacar que, além da economia de água potável, em vias onde há rede coletora de esgoto, a taxa de esgoto é estabelecida com base na medição de água que passa pelo hidrante. Nesse sentido, o uso da água pluvial promoverá uma redução na conta geral de água. Contudo, é mister destacar que, a água pluvial não é recomendada para o consumo humano, para fins potáveis. No entanto, pode ser utilizada para irrigação, lavagem de calçadas, descargas de banheiros, entre outras atividades que não sejam potáveis.

De acordo com o portal AECweb, cada 10 mm de água coletada em 1 m2 de telhado equivale à 1 balde. Seguindo com esse raciocínio, 100 m2 de telhado correspondem à 100 baldes de água coletada.

Não se pode deixar de lembrar que, toda água de precipitação que cai no telhado não deve ser lançada nas redes de coleta de esgoto, pois as mesmas não foram dimensionadas para receber esse tipo de contribuição conforme prevê as NRB 9648 e 9649.

De modo geral as terminações das ligações prediais de águas pluviais são nas calhas das ruas (sarjetas), que por sua vez deve escoar para as bocas de lobos e adentrar as galerias de águas pluviais. O que normalmente ocorre é a obstrução das bocas de lobo e consequentemente o acumulo das águas nas vias, o que promove alagamentos e desconforto ambiental, além de que pode facilitar a proliferação de leptospira através da urina de roedores e do mosquito Aedes Aegypti, responsável pelo Dengue, Chikungunya e o Zika.

As recomendações técnicas para a instalação de um sistema de coleta de águas pluviais encontram-se disponíveis na NBR 15527/2007 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Entre outras recomendações, a referida NBR cita que as águas pluviais devem ser coletadas de coberturas e telhados de modo a evitar contaminantes perigosos tais como hidrocarbonetos. Além disso, é necessário a instalação de filtros no sistema de coleta que escoará do telhado para um reservatório primário através de calhas, conforme ilustra a figura abaixo.

Água Pluvial
fonte: https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/aproveitar-agua-da-chuva-e-solucao-para-economia-e-reducao-de-enchentes_12313_10_0

Postagens anteriores clique aqui!

PARCEIROS:

logo FAT logo EngeArc CAB logo AIMX

BLOGS PARCEIROS:

Edifique Ações - Blog da Professora Janine Gomes

Erymáximus: Blog do Professor Erymá